secretaria@aeefsj.org.br
+55 (11) 3338-0674 | 3353-4291

Novidades

Notícias, Fotos e Artigos Técnicos

UMA AULA SOBRE ESTAÇÕES DA CPTM NOS 25 ANOS DA EMPRESA

//
Comentário0
/
Categorias

​Como parte das comemorações dos 25 anos da CPTM, nesta quinta-feira, dia 18, foi realizada palestra do pesquisador e escritor Ralph Mennucci Giesbrecht sobre história da ferrovia, no auditório da AEEFSJ (Associação dos Engenheiros da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí). A presidente da Associação, eng. Maria Lina Benini, abriu o evento saudando o palestrante, o aniversário da CPTM e a própria Associação, que completa 63 anos.

e

O tema principal da conferência, fruto de uma pesquisa de mais de 20 anos, foi o nascimento da CPTM, sua história e as curiosidades sobre as estações de trem. Ralph discorreu sobre um grande número de estações, desde as maiores com muita história como Luz, Brás e Jundiaí passando pelas pequenas como Aracaré, Jundiapeba e Botujuru. Cada uma delas recebia um histórico de como foi a construção e funcionamento do edifício, mapa do local e fotos antigas, uma verdadeira aula para os amantes da ferrovia e da história do Estado de São Paulo, já que o escritor discorreu também sobre muitas ferrovias que correram pelo interior paulista. Ele contou, de maneira sucinta, a evolução das ferrovias até o nascimento da CPTM com um capítulo dedicado a narrar os benefícios trazidos pela Companhia à capital paulista e aos 22 municípios por onde passam suas seis linhas.

 

O palestrante lembrou das empresas CBTU e Fepasa, cuja tecnologia estava ultrapassada, além da frota de trens sucateada. Arcaico e degradado, o serviço já não mais atraía novos passageiros. A partir daí, foi criada a CPTM, iniciando um verdadeiro processo de mudança radical da malha de trens suburbanos em uma moderna rede de trens metropolitanos.

 

Sobre o autor

Nascido na cidade de São Paulo, Ralph é graduado pelo Instituto de Química da USP. Trabalhou como professor, consultor e pesquisador em empresas e instituições como Shell Química e IPHAN-SP.  Escreveu vários livros sobre ferrovia, entre eles: “Um dia o trem passou por aqui – A história e as estórias dos trens de passageiros no Estado de São Paulo e as saudades que eles deixaram” (2001); e “Caminho para Santa Veridiana – a história das ferrovias em Santa Cruz das Palmeiras” (2003). Sua vida é umbilicalmente ligada aos trilhos e trens. Seu bisavô paterno foi engenheiro ferroviário, tendo construído inúmeras ferrovias pelo Brasil; o bisavô materno trabalhou na extinta Companhia Paulista de Estradas de Ferro e o tio-bisavô foi superintendente da E. F. São Paulo-Rio Grande.

 

r

É proprietário de um dos mais importantes sites sobre ferrovias, o  www.estacoesferroviarias.com.br , que reúne cerca de 5.000 páginas sobre estações ferroviárias de todo o país, mantém um blog (http://blogdogiesbrecht.blogspot.com.br) e é consultor. Ralph é membro da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e do Instituto Histórico e Geográfico do Estado de São Paulo.

 

 

Deixe uma resposta